Macarrão, Chianti e xadrez: a intimidade do mestre Emeric Marcier

Crônicas com Café , , 5 comentários em Macarrão, Chianti e xadrez: a intimidade do mestre Emeric Marcier

Sisudo como bom romeno que era,  Emeric Marcier era de poucas palavras, raramente abria seu sorriso em acentuado tom de amarelo e tinha na pintura seu prazer supremo. Fugido da guerra em 1940, se naturalizou brasileiro e escolheu as cidades...

Continue lendo