Você sabia que existem vários estilos de pizza? Conheça alguns

Eventos , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

“Quais estilos de pizza você têm?” Nós brasileiros não somos acostumados a fazer essa pergunta quando pedimos uma pizza pelo telefone. Geralmente, a escolha se dá apenas por um dos componentes do prato: o recheio. Poucos sabem que esse clássico da cozinha italiana tem diversas variações interessantes ou no mínimo curiosas. Afinal, o que dizer de uma pizza com massa fechada e frita como se fosse um pastel?

 Durante o mês de novembro, o renomado gastrônomo Eduardo Maya, criador do Projeto Aproxima e do Vida de Boteco, percorreu a Itália de Norte a Sul para desvendar os diversos estilos de pizza existentes na terra da bota. E como há preferência pelo uso de ingredientes frescos e sazonais, as pizzas vão se diferenciando de acordo com a região que você consome, tornando a viagem uma experiência gastronômica e cultural.

 “Não existe certo ou errado na hora de fazer a pizza. Nem no modo de produção, muito menos na forma de servi-la ou comê-la. Cada estilo tem suas características peculiares e sabores marcantes, que podem agradar a diferentes paladares”, alega Maya.

 São onze os estilos apontados e saboreados por Maya durante sua passagem pelas terras italianas. A maior parte dos estabelecimentos são consagrados na iguaria que servem, alguns há mais de 100 anos. Mas há também versões mais modernas, que se adaptaram à vida corrida das metrópoles.

 “As opções são várias. Você encontra tanto versões de pizzas para quem está com pressa, vendidas na rua, como é o caso do panzerotte, do sul da Itália, e do estilo Al Taglio, em Roma, quanto versões mais clássicas, para serem saboreadas em uma mesa de tradicional restaurante italiano, como é o caso das pizzas napolitana ou romana. Todos com suas características próprias”, relata Eduardo.

 Toda a passagem pela Itália em busca das melhores pizzas foi registrada em fotos e vídeos que foram e ainda serão publicadas nas redes sociais da Pitza 1780, de propriedade de Maya.

 Conheça abaixo os 11 tipos de pizzas servidas na Itália e saiba onde encontrar os melhores restaurantes especializados em cada estilo:

  • Pizza frita – Surgiu como boa opção de comida de rua em Nápoles, virando moda na região. Hoje pode ser encontrada em diversas pizzarias espalhadas na Itália. A massa é dobrada e fechada, ficando em formato semelhante a de um pastel brasileiro,  só que bem maior. Tem casquinha crocante, porém com uma massa mais densa e recheios deliciosos. Onde comer na Itália: La Masardona (Via Giulio Cesare Capaccio, 27, 80142, Nápoles) e Zia Esterina Sorbillo (Piazza Trieste e Trento, 53, 80132, Nápoles)

  • Al taglio – A pizza é assada em tabuleiros retangulares, recheada e vendida em pedaços. Bastante popular em Roma, é ótima opção para quem está com pressa, em trânsito ou quer fazer apenas um lanche.  Onde comer na Itália: Bonci Rome (Via Della Meloria, 43, 00136, Roma)

  • Calzone – Trata-se de uma pizza fechada, recheada com muçarela, presunto cru, molho de tomate e ricota. Onde comer na Itália: Gustapizza (Via Maggio, 46, 50125, Florença)

  • Romana – A massa da pizza é aberta com um rolo de macarrão, para conquistar a espessura ideal da massa, que deve ser muito fina e crocante! Onde comer na Itália: Emma Pizzeria (Via Monte della Farina 28/29, 0186, Roma)

  • Napolitana – Essa pizza é uma arte. O seu preparo é transmitido há séculos e foi declarada patrimônio imaterial da humanidade. Com tomate, azeite, muçarela e manjericão, a pizza marguerita é um clássico deste estilo. E não tem como fugir à regra na Itália, pois para servir um estilo napolitano, a pizzaria precisa passar por uma auditoria. Onde comer na Itália: Brandi (Salita S. Anna di Palazzo, 1-2, 80132, Nápoles)

  • Italiano – É, tecnicamente, parecido com o napolitano, mas com certa liberdade de expressão de quem a prepara. Nesse estilo, permite-se o uso de ótimos ingredientes locais e vários recheios.Onde comer na Itália: La Gatta Mangiona (Via Frederico Ozanam, 30, 00152, Roma)

  • Contemporâneo – Também conhecido como estilo gourmet ou degustação, a proposta é trazer o chef de cozinha para a pizzaria. Por isso, vale variações na massa, na composição dos ingredientes, na aparência e na forma de servir a pizza, incluindo o uso de técnicas da alta gastronomia. Onde comer na Itália:  iTIGLI (Via Camporosolo, 11, 37047 San Bonifacio, Verona)

  • Milanesa – Uma pizza com massa alta, leve e aerada. A regra geral é bem clara: a massa é assada em alta temperatura em uma assadeira que distribui de forma igual o calor, e regada com muito molho, para realçar sabor e evitar que passe do ponto. É fácil de identificar, pois o queijo sempre vem por cima de tudo. Onde comer na Itália: Spontini Pizza (Corso Buenos Aires, 60, 20129, Milão)

  • Panzerotte – Uma variação da pizza que, além de fechada, é bem menor que uma pizza normal, e pode ser assado ou frito. Originário do Sul da Itália, esse estilo próprio e diferente é considerado um clássico da comida de rua. Os locais mais tradicionais registram filas todos os dias. Onde comer na Itália: Madegra 1913 (Via della Moscova 52, 20121, Milão) ou Luini Panzerotti (Via Santa Radegonda, 16, 20121, Milão)

  • Clássico – A região de Emília-Romanha, no Norte da Itália, um dos celeiros da gastronomia mundial, é o lugar mais fácil de encontrar o estilo clássico das pizzas. A massa é suave e elástica, feita com farinhas orgânicas e com um processo demorado de fermentação e maturação. O recheio contém principalmente ingredientes sazonais da região, como o queijo parmigiano e o presunto cru. A pizza também deve ser assada no forno à lenha, como manda a tradição. Na hora de comer, um bom azeite de oliva. Onde comer da Itália: Allen Roncole (Strada Processione, 179, 43011 Busseto PR).

  • Sfincione – Típica da Sicília, esse tipo de pizza tem como característica uma massa alta que é levada ao forno em assadeira de ferro. A cobertura é feita com ingredientes locais, geralmente um molho que leva anchovas, tomates, cebolas, caciocavallo (queijo semelhante ao provolone), pão ralado e orégano. Essa pizza é vendida em pedaços a um preço bem acessível, podendo ser encontrada, além das pizzarias, em padarias, feiras de rua ou até mesmo em food trucks espalhados por toda a região da Sicília.

 Foto de arquivo pessoal!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *