Jazz na Savassi e Samba na Pampulha: agenda musical na capital mineira

Eventos , , , , , ,

A história do Jazz começou em 1917, quando a gravadora Original Dixieland Jass – depois Jazz – Band, de Chicago, nos EUA, gravou, no dia 26 de fevereiro, as canções “Livery Stable Blues” e “Dixie Jass Band One-Step”. Para lembrar o centenário do gênero musical, o Dia Internacional do Jazz será celebrado em 120 cidades ao redor do mundo.

Em Belo Horizonte, acontece neste domingo, a 1ª edição do Dia Internacional do Jazz com uma série de apresentações musicais, das 10h às 14h30, em um palco montado na Praça Diogo de Vasconcelos, mais conhecida como Praça da Savassi. Durante as apresentações, o público também poderá aproveitar o lazer e as práticas esportivas ao ar livre, além de saborear um pouco da gastronomia gourmet com a presença de Food Trucks.

Estão confirmadas as apresentações dos conjuntos: Toninho Horta e Grupo, Banda da Guarda Municipal de Belo Horizonte, Grupo Trivial, Maria Bragança Trio, Banda Passupreto, Juarez Moreira Trio e Rota Jazz. A participação dos músicos é voluntária, o que faz do evento um momento muito significativo para a cultura local.

Já o O Circuito Pampulha Noturno continua promovendo semanalmente, às terças-feiras, até 21h, uma programação integrada em diversos espaços da região, envolvendo atividades culturais, artísticas, esportivas e de lazer. Além do Museu de Arte da Pampulha, da Casa do Baile e da Casa Kubitschek, acontecem atividades em outros espaços, entre eles o Iate Tênis Clube, o Museu Brasileiro do Futebol e o CAT Veveco, além das praças Dino Barbieri e Dalva Simão.

Na próxima terça, dia 02 de maio, o sambista Mandruvá recebe convidados para uma roda de samba especial, que homenageia o Conjunto Moderno da Pampulha divertindo quem estiver na praça Dalva Simão. Food Trucks completam a programação com comes e bebes para todos os gostos.

Quem curte seresta não pode deixar de fora do roteiro o Museu Casa Kubitschek, onde estará presente a Confraria dos Amigos de JK, com melodias românticas, suaves e envolventes. Vale a visita pela casa, projetada por Niemeyer e com móveis originais da época de Kubitschek.

No Museu de Arte da Pampulha, o show dessa semana é com o trio Jazz Sambô, às 20h. O trio explora o repertório do jazz dos anos 50 e 60 numa formação diferenciada por não possuir instrumento harmônico.

A Jardineira 1957 do Pampulha Retrô Tour, sucesso de público nos fins de semana, também está rodando pela região nas terças à noite, das 17h às 21h, dentro do Circuito Pampulha Noturno. E para completar, é possível aproveitar um espaço de convivência com música, arte e gastronomia no CAT Veveco.

Confira a programação completa do dia 02 de maio:

CASA DO BAILE

19h Invicto – performance acústica com Master Drago
Invicto é uma performance acústica com três músicos, dois violões e uma percussão. Master Drago é cantor, dançarino, compositor e diretor musical, participou do X Factor e usa o romantismo como inspiração. Master Drago é mineiro, dançarino, cantor e intérprete. Seu show é inspirado no mundo black e tem como referência em suas criações o estilo R&B/Rap.

Museu Casa Kubitschek

18h Seresta com a Confraria dos Amigos de JK
Seresta para todos os gostos, predominando a linha melódica romântica, suave e envolvente, que se entrecruza na seresta, com arranjos devidamente adaptados, prestando-se perfeitamente a uma adorável serenata: a modinha tradicional; a canção romântica; o samba (samba-canção); o choro (choro-canção); o bolero; a valsa; a toada; o fox-canção e até o tango.

19h30 Samba – Warley Henrique
Warley Henrique é músico desde os 15 anos de idade. Nascido e criado no bairro Concórdia, onde começou a frequentar a escola de samba Inconfidência Mineira e rodas de samba. Músico autodidata premiado na cidade e no Brasil, tem três CDs gravados (Delicado – 2008, Pra quem não me conhece – 2014 e Memórias – 2016). Também já dividiu e dirigiu vários artistas consagrados como D’Ivone Lara, Elza Soares e Nelson Sargento. É considerado uma das referências nacionais no seu instrumento – o cavaquinho de 5 cordas.

MUSEU DE ARTE DA PAMPULHA

20h Jazz Sambô – Ver (contato com Carol)

Breno Mendonça – saxofone
Felipe Continentino – bateria
Bruno Vellozo – baixo acustico

O trio explora o repertório do jazz dos anos 50 e 60 numa formação diferenciada por não possuir instrumento harmônico. Com três instrumentos acústicos e três músicos conceituados na cena do jazz mineiro, o grupo cria uma atmosfera livre e inusitada.

PRAÇA DINO BARBIERI

A partir das 18h
Projeto Deguste
Gastronomia e arte na praça

PRAÇA DALVA SIMÃO

Das 18h às 21h
Encontro de Food Trucks

Mandruvá – O Samba no Patrimônio – roda de samba
O músico que tem 30 anos de história com o samba em BH, começou com o grupo Partideiros do Ganzê, depois veio o grupo Ritmistas do Samba, Afina-Flor do Samba, entre tantos outros. Também já abriu shows de grandes nomes do samba como Alcione, Zeca Pagodinho e Almir Guineto.

No show dessa terça-feira, homenagem o Conjunto Moderno da Pampulha com o seu samba.

CAT VEVECO

17h às 21h
Exposição artística de produtos do Made in Beagá
Espaço Gastronômico musical

O projeto Made in Beagá traz uma mostra de peças criadas em parceria com artistas e designers convidados. Movimentando a economia criativa, retrata Belo Horizonte através do fortalecimento da identidade, valorizando pontos turísticos, costumes, lendas, arquitetura e hábitos dos mineiros.

MUSEU BRASILEIRO DO FUTEBOL / MINEIRÃO

18h às 21h
Visita guiada ao Museu e Estádio com temas especiais
Ingressos:
Inteira 20,00
Meia 10,00

Projeto Container com Letras (gratuito na Esplanada)

IATE TÊNIS CLUBE

18 às 21h

Visitas guiadas ao Salão Portinari

PAMPULHA RETRÔ TOUR

17h às 21h

O Pampulha Retrô Tour faz o passeio pelos principais atrativos do Patrimônio Cultural da Humanidade, a Pampulha. Quem quiser dar uma volta dentro da Jardineira Chevrolet 1957, curtindo o charme da época, pode adquirir seus ingressos ao lado da Igrejinha da Pampulha.