Pela lente do amor: Na Mesa com Eduardo Trópia

Entrevistas

Ele vai levar o barroco mineiro para a China. Fotógrafo, com mais de 40 anos de atuação, o ouro-pretano Eduardo Trópia é um dos selecionados para a “6th Jinan International Photography”, bienal de fotografia na China, que acontece em novembro.

Suas imagens da série Barroco Liberto encantaram o júri e a escolhida para atravessar o oceano foi uma sobreposição de imagens da fachada e do interior da Igreja de Santa Efigênia, uma joia da arquitetura de Ouro Preto construída pelos negros.

Na mira de suas lentes, tudo vira arte e essa é a mais nova empreitada do mineiro, que, entre outros feitos produziu exposições entre elas: Memória dos Festivais de Inverno Ouro Preto e MarianaOuro Preto Tudo é JazzRuas de Minha Vida, que também foi exposta na cidade de Lagos, em Portugal, durante o Cineport 2006.

Em Belo Horizonte e São Paulo, assinou a exposição  E nós que nem sabemos. Apresentou trabalhos na Casa Cor Minas em 2012 e 2013. Integrou a exposição Minas Território das Artes, no Palácio das Artes em maio de 2014. Integra o coletivo Olho de Vidro há 10 anos.

Faz parte do documentário Profissão Fotógrafo, estreado em 2016 e produzido pela Estação Mídia filmes, com 21 fotógrafos mineiros. É gestor do site ouropreto.com.br e consultor editorial para sites de informações culturais e turísticas.

Mas como este mestre das lentes se comporta à mesa?  O site Blima Bracher desvenda os segredos do paladar de Eduardo Trópia.

BB – A gastronomia pra você é?

ET -É sentir prazer, aroma e paladar  no prato bem feito e pensado e com ingredientes para a boa saúde.

BB -Um sabor da infância.

ET – Amora  no pé da casa do vizinho

BB – Um restaurante inesquecível.

ET – É difícil falar com uma família com restaurantes de alta qualidade, mas um ficou na lembrança, Angatu, em Tiradentes

BB – Qual o seu prato favorito?

ET -Uma boa massa feito em casa ao tradicional molho de tomate italiano

BB – Vinho ou cerveja?

ET – Os dois

BB – Qual?

ET – Sem preferencia

BB – Doce ou salgado?

ET – Doce

BB – Qual?

ET – Torta de banana

BB – Cite um ou mais restaurantes imperdíveis em BH.

ET – Mauricio Gallo

BB – E em Ouro Preto?

ET – Todos

BB – E em Tiradentes?

ET – Angatu

BB – Um chef

ET – Boa lembrança do  amigo e Chef Marco Otávio – Marão

BB – Um sabor de Minas

ET – Pão de queijo

BB – Com quem gostaria de dividir a mesa?

ET – Com meus três filhos Arthur, Antônia, Maria Carmen e com a mulher que amo, Luciene.

BB – De quem dispensaria a companhia?

ET – Dos invejosos

BB – Um sabor indigesto.

ET – Coentro

BB – Fotografia e gastronomia se integram?

ET – Em total harmonia e estética.

 

5 thoughts on “Pela lente do amor: Na Mesa com Eduardo Trópia

  1. Eduardo, boa notícia esta ida à China! Bem merecida a escolha de seu trabalho de que sou fã! Aliás, o que há de produção cultural em OP hoje é só fotografia, com seu trabalho em destaque.
    Francelina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *