Ana Trópia promove curso de Douramento & Policromia

Agenda Cultural, Em Ouro Preto

Com edições já ocorridas no prestigiado Museu de Arte Sacra de São Paulo na capital paulista, além de Petrópolis/RJ e Mariana/MG, Ouro Preto receberá mais uma edição do Curso Livre de Douramento & Policromia em Arte Sacra.

PERÍODO:

27 a 31 de Maio de 2019

LOCAL:

Associação Comercial de Ouro Preto

Rua São José, nº132 – Centro Histórico, Ouro Preto, Minas Gerais – Brasil.

PÚBLICO ALVO:

Artistas plásticos, restauradores, arquitetos, estudantes e apreciadores de Arte Sacra

HORÁRIO:

9H:00 às 17h:00

INFORMAÇÕES E MATRÍCULAS:

E-mail: contato@atelieranatropia.com

Website: http://www.atelieranatropia.com

Página do Facebook: Ana Rocha Tropia – Atelier de Arte Sacra

Celular: 24 – 9961-9279

 

 

ANA ROCHA TROPIA

 

Natural da cidade mineira de Mariana, Ana Rocha Tropia é arquiteta e urbanista formada pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e Universidade Técnica de Lisboa (UTL), e também, ex-estudante de Conservação e Restauro da Fundação de Arte de Ouro Preto (FAOP).

 

Após breve temporada em Petrópolis, a artista retornou a Ouro Preto, onde mantém desde 2017, seu Atelier de Arte Sacra.

 

Ana vem desenvolvendo a técnica da policromia aprendida há mais de quinze anos em seu estado natal, iniciada através de consagrados escultores. Hoje, a policromista abrange o trabalho por meio de artistas de fatura erudita e popular, cujas peças encomendadas são provenientes de diversas partes do país.

 

O corrente processo advém do Barroco Europeu e alcançou o Brasil Colonial através da igreja portuguesa em interessantes particularidades observadas nos elementos móveis e integrados das igrejas de vilas e cidades mineiras. Já no século vigente, a policromia para a Arte Sacra, expõe-se em um neo-barroco; este, todavia, reconciliador e com as mesmas qualidades e expressões das peças remanescentes – dando assim, continuidade através da policromia atribuída à Ana, ao secular trabalho e, indiscutivelmente delicado, diante da genérica arte contemporânea.

 

“Em pleno século XXI, Ana Rocha Tropia guarda a técnica da Policromia tradicional do Barroco – especialmente a mineiridade de cores sobre as esculturas – apresentando-nos critério iconográfico, bom-senso e seu natural aguçamento estético. A madeira antes bruta no cedro substitui-se por uma alvura-de-pluma que o douramento, a carnação e seu particular grafismo (que é sua assinatura) transfiguram as então talhas, em santos, anjos e no próprio Deus”. Bruno Tropia, arquiteto.

 

 

 

Foto Divulgação/Ana Rocha Tropia – Atelier de Arte Sacra

  1. Para mais informações, veja: https://www.atelieranatropia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *