Vinho: a hora e a vez dos portugueses

É Top , , , , , , ,

Com terroirs de excelência, fabricação artesanal, documentação de origens controladas e tradição centenária de esmero na gastronomia, Portugal se destaca no mapa como produtor de vinhos, dentro da chamada categoria  “Velho Mundo”. Amantes da boa mesa, os portugueses ganham cada vez mais notoriedade no mercado internacional dos vinhos.

Muito desta expansão enológica, se deve ao produtor Carlos Lucas, um dos mais respeitados enólogos de Portugal e mundialmente conhecido, particularmente pelo trabalho realizado na região do Dão. A região demarcada do Dão foi instituída em 1908 e fica situada no centro de Portugal, na província da Beira Alta. A área é  conhecida como a Borgonha portuguesa e foi a primeira região do país demarcada pela fabricação de vinhos não licorosos.

Carlos Lucas nasceu em Coimbra, onde cursou engenharia agrícola. Formado em Enologia na Escola Superior Nacional de Agronomia de Montpellier, França, em 1992, iniciou a carreira como enólogo na Adega Cooperativa de Nelas, na região demarcada do Dão. Em 1994, torna-se sócio fundador da Dão Sul, administrando e liderando a equipe de enologia da empresa, até agosto de 2011. Ainda teve tempo para dedicar-se a projetos além-fronteiras, com a produção de vinhos no Vale de São Francisco, Brasil; no Piemonte, Itália; e, ainda, no Priorat, Espanha.

Sempre buscando novos horizontes, opta por sair da Dão Sul em 2011. Nasce, no ano seguinte, a Magnum Carlos Lucas Wine. Seu trabalho como Administrador foi reconhecido pelos prêmios: “Empresa do Ano 2002”, “Empresa do Ano 2006” e “Enoturismo do Ano 2008”, entre outros. Em 2008, recebe o prêmio de “Enólogo do Ano”, pela prestigiada “Revista de Vinhos”.

Em  recente vinda a Belo Horizonte, Carlos Lucas ministrou palestra para enólogos, jornalistas e restauranteurs, onde apresentou vinhos de sua empresa Magnum, que serão comercializados, em Minas, exclusivamente, pela Casa Rio Verde e pelo www.vinhosite.com.br.

O centro operacional da Magnum está localizado na Quinta do Ribeiro Santo, em Oliveira do Conde, freguesia de Carregal do Sal, entre os rios Mondego e Dão. A vinha segue o encepamento tradicional com as conhecidas castas Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinto Cão e Encruzado, plantadas num terreno granítico pobre, com grandes afloramentos rochosos, de onde se avista a Serra da Estrela que a protege dos rigorosos frios.

O trabalho realizado no Dão mudou a percepção sobre os vinhos da região, com a elaboração de rótulos únicos, elegantes e versáteis. Mas a empresa soube descobrir a geografia, expandir a curiosidade e criar outros vinhos, se instalando também na região do Douro, com a quinta Casal de Loivos, onde são elaborados os vinhos Baton e Tom de Baton.

A quinta Casal de Loivos tira partido de vinhas, velhas e novas, plantadas em solos de xisto. As castas tradicionais e autóctones como a Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Barroca, Touriga Franca, Tinta Francisca e Sousão marcam os tintos. As castas Viosinho, Códega, Malvasia-fina, Gouveio e Rabigato são a matéria-prima para os brancos.

Já no Alentejo, em Talhas, no distrito de Mora, são produzidos os vinhos Maria Mora e Flor de Maio com as cepas Touriga Nacional, Alicante Bouschet, Syrah, Trincadeira, Aragonez e Cabernet Sauvignon. Segundo o enólogo, o local exige tempo para que a vinha, de encepamento tradicional e plantada em terreno essencialmente arenoso, possa reunir ensinamentos antigos e a irreverência, conferindo-lhe um perfil sóbrio e moderno.

Mostrando comprometimento com o projeto que lidera, Carlos Magno faz questão de assinar cada vinho, que tem como princípio o respeito ao terroir e às castas  portuguesas. Atualmente, a Magnum produz cerca de 600 mil garrafas/ano, mais de metade dirigida a mercados de exportação.

Os vinhos apresentados foram:

RIBEIRO SANTO ENCRUZADO RESERVA DÃO DOC SAFRA 2015

O Ribeiro Santo Encruzado Reserva é Medalha de Ouro no Berliner Wine Trophy e também recebeu 91 pontos da Wine Enthusiast. Este delicioso vinho português exibe cor límpida, com reflexos verdeais. Apresenta aroma delicado com notas de limão, maçã verde e flor seca de tília. Na boca encontramos a mesma fruta fresca e a típica mineralidade de encruzado em equilíbrio com acidez fresca.

 FLOR DE MAIO REGIONAL ALENTEJANO SAFRA 2015

Vinho de cor vermelho rubi escuro e brilhante. Aroma de frutos vermelhos maduros com boa intensidade e toques florais. Na boca apresenta frescor, taninos macios e boa acidez. É um vinho redondo, fácil, agradável e com retrogosto frutado.

VINHA DO REINO TINTO DOURO DOC SAFRA 2013

O Vinho Douro Português Vinha do Reino exibe coloração intensa, acompanhada de aromas complexos onde predominam os frutos silvestres, framboesas, mirtilos e notas de tabaco. Taninos requintados e acidez equilibrada, com final longo.

RIBEIRO SANTO TINTO DÃO DOC SAFRA 2014

A Quinta do Ribeiro Santo recebeu esse nome por se encontrar circundada por um ribeiro onde a água corre mesmo em anos muito secos. O vinho Ribeiro Santos Dão DOC apresenta visualmente aspecto límpido e cor ruby. Aromas exuberantes, onde se conjugam frutos vermelhos com notas florais. No paladar, mostra um rico frescor, combinado com uma textura aveludada e cremosa, em um final arrebatador.

TOM DE BATON DOURO DOC SAFRA 2014

Um tinto português de aspecto límpido e aroma exuberante, que conjuga frutos vermelhos com nuances florais. Em boca, o vinho Tom de Baton mostra excelente acidez combinada com uma textura aveludada e um final fresco.

RIBEIRO SANTO TOURIGA NACIONAL RESERVA DÃO DOC 2013

No visual, o português Dão Ribeiro Santo Touriga Nacional é concentrado, de cor rubi com reflexos violáceos. Um vinho tinto com aromas expressivos de amoras negras e ginjas, flores do campo e notas de especiarias. Em boca, apresenta corpo médio, mineral, com uma boa acidez e frescor. Taninos finos e final firme e especiado.

Na foto em destaque, o proprietário da Casa Rio Verde e do Vinho Site, Wendel Lemes, e o enólogo e proprietário da Magum, Carlos Lucas. Fotos: Ricardo Correia de Araújo.

.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *