Belo Horizonte: porque amar a capital mineira?

É Top , , , , , , , , ,

Fundada em 1897, Belo Horizonte foi criada como cidade-símbolo da República Brasileira, tornando-se, em apenas 120 anos, das mais pujantes do país, com cerca de três milhões  de habitantes.

Atualmente é conhecida pela arte, educação e cultura, sendo importante centro estudantil, universitário e de serviços, também de gastronomia, esportes, turismo e lazer, além da força de sua indústria, comércio e sistema hospitalar.

É considerada das melhores cidades brasileiras para se viver, em função de seus elevados níveis sociais e ambientais.

Terra de nascimento de grandes homens, artistas, intelectuais, cientistas, escritores e  professores de renome nacional e internacional.

O Conjunto Moderno da Pampulha recebeu recentemente o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, sendo uma consagração universal, colocando a cidade, definitivamente, diante do mundo. Deve-se a Pampulha ao visionário JK, nela trabalhando Niemeyer, Portinari, Burle Marx e Ceschiatti.

Ao longo do tempo, BH transformou-se em síntese da mineiridade pelo conjunto das gentes de todos os recantos, conectando-se num só povo, firmando-se na grande Capital com sua identidade específica e autônoma.

Por outro lado, possui ainda sua própria beleza física, de suas paisagens, seus prédios de alto valor arquitetônico, de estilos e épocas distintas, com suas praças (como da Liberdade), ruas, lugares e recantos, a Serra do Curral, o Parque Municipal e a própria Pampulha, fazendo da cidade um conjunto encantador, que já foi expresso por ilustres artistas, como Guignard, Inimá de Paula, Aníbal Mattos, Lorenzatto, Yara Tupinambá e tantos outros, que se sensibilizaram com suas cores, plasticidade e encantos, revelando-a, porém, apenas em aspectos isolados,  pontuais.

Nestes 120 anos da capital mineira, temos muitos motivos para comemorar, pois Belo Horizonte é:

Tradicionalmente, lugar de ensino e saber, com suas célebres escolas, entre elas o Instituto de Educação, o Grupo Barão do Rio Branco e os inúmeros colégios, entre eles, o Estadual, Arnaldo, Marista, Santo Antônio, Santo Agostinho, Sagrado Coração, Batista e o Santo Inácio de Loyola.

Sede da UFMG, uma das mais proeminentes do Brasil (e seu avançado centro de pesquisas científicas, incluindo a Genética); da UEMG, além de dezenas de faculdades e universidades particulares, como a PUC, Pitágoras, Faculdade de iências Médicas de Minas Gerais,  Unipac, Universo, Fumec, Uni-BH, Fafi-BH, Isabela Hendrix, Newton Paiva, etc.

Tem elevado nível cultural, possuindo o Palácio das Artes, dos mais completos do Brasil, com Orquestra Sinfônica, dois teatros, Coral Lírico, Companhia de Dança, além de salas de cinema e galerias de arte.

Abriga hoje dos mais disputados carnavais de rua do Brasil, com blocos espalhados pelos vários bairros da cidade.

Sede da nova Orquestra Filarmônica de Minas, com sua belíssima e moderna sala de concerto, bem como a Orquestra de Câmara do Sesiminas.

Tem o Circuito Cultural da Praça da Liberdade, conhecido como o maior do Brasil, composto pelo Memorial Minas Gerais (Vale), o Museu de Mineralogia (Gerdau), o Centro Cultural Banco do Brasil, a Casa Fiat de Cultura e a Biblioteca Luiz de Bessa.

Possui o Museu de Arte da Pampulha, o Museu de Artes e Ofícios, o Museu Histórico Abílio Barreto, o Museu Mineiro, o Museu Inimá de Paula, entre outros.

Tem duas escolas oficiais de artes plásticas, a Guignard e a Escola de Belas Artes da UFMG, dentre diversas outras.

É sede o Conservatório Estadual de Música e demais escolas particulares.

Possui o Cine Teatro Brasil, o Teatro Francisco Nunes, o Teatro da Cidade e o Galpão Cine Horto.

Dispõe de diversos cinemas, galerias de arte, grupos de teatro e centros culturais espalhados pelos bairros.

É sede do Grupo Corpo, de dança, considerado unanimemente o mais importante do Brasil e reconhecido internacionalmente.

Também do Grupo Galpão, de teatro, igualmente dos melhores do país.

E do Grupo Giramundo, de teatro de bonecos.

É a cidade onde nasceu o célebre Clube da Esquina, em Santa Tereza, criado por Milton Nascimento, Fernando Brant, Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta, Márcio Borges, Marilton Borges, Wagner Tiso e Tavinho Moura.

É o berço das bandas Skank e Sepultura.

Promove variados festivais internacionais de circo, teatro e literatura.

É conhecida pela gastronomia de alta categoria, rede de restaurantes e botecos de todos os tipos, além das iguarias típicas do Mercado Central.

Tem vários jornais diários, revistas, editoras e emissoras de TV.

Tem modernos centros de convenções, como o Expominas, Minascentro e Serraria Souza Pinto.

É berço de três grandes times de futebol: Atlético Mineiro, Cruzeiro e América. Também por ter três grandes estádios: o Mineirão, o Mineirinho e o Independência, além do Minas Tênis Clube, com suas reconhecidas equipes de vôlei e natação; e demais clubes e quadras nos bairros.

Está próxima a Ouro Preto, Sabará, Congonhas e Inhotim e ter dois aeroportos: Pampulha e o Internacional de Confins.

É capital de Minas ser hoje dos grandes polos de moda do país e o Minas Trend reúne os lançamentos de 200 grifes.

Fotos abaixo: Carlos Bracher. Foto em destaque: reprodução.

2 thoughts on “Belo Horizonte: porque amar a capital mineira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *