Toquinho e MPB4 comemoram 50 anos de música no Palácio das Artes

Agenda Cultural, Em Belo Horizonte , , , , , , ,

O espetáculo será uma síntese da trajetória desses artistas, interpretando canções que o público aprendeu a gostar e a cantar junto. Ressaltando homenagens a Vinicius de Moraes, principal parceiro de Toquinho durante 10 anos; e a Chico Buarque, que já chegou a considerar-se o “MPB-5”, pois o grupo foi seu acompanhante oficial durante uma década, gravando mais de 30 canções suas em todos esses anos.

Para o show, o público pode esperar surpresas e deliciosas histórias de tantos anos de sucesso. Toquinho, com seu violão inigualável, aliando técnica, virtuosismo e sensibilidade em sucessos como “Aquarela” e “Samba de Orly”, e o grupo vocal MPB4, grande intérprete dos mais conhecidos compositores da música popular brasileira, incluindo seus dois companheiros de cena, em músicas inesquecíveis como “Amigo é pra essas coisas” e “Roda viva”

Toquinho e MPB4 surgiram no cenário musical por ocasião dos memoráveis festivais da década de 1960 e consolidaram suas carreiras ao longo de mais de 40 anos. Toquinho, multiplicando sucessos criados em parceria sempre com talentosos e renomados letristas e esbanjando virtuosismo na execução de seu violão. E o MPB4, revelando-se cada vez mais um conjunto vocal preciso, correto, absolutamente atrelado ao cancioneiro nacional, intercalando grandes clássicos numa das mais expressivas discografias da MPB em termos de melodia, harmonia, arranjos vocais e letras.

Sendo assim, o público poderá reviver sucessos como “Tarde em Itapoã”, “Regra três”, “Testamento”, “Meu Pai Oxalá”, “Aquarela” e cantar junto com Toquinho, tanto quanto “Roda viva”, “Cálice”, “Olé-olá”, “Morena dos olhos d’água” nas vozes do MPB4. Além de clássicos marcantes: “Amigo é pra essas coisas”, “A lua”, “O ronco da cuíca”, e outras canções que consolidaram as carreiras, tanto do violonista quanto do conjunto vocal. Destacando-se ainda a parte do show dedicada ao Mundo da Criança, numa animada criação de “O pato”, “A casa”, “O caderno”, músicas que dignificam o trabalho de Toquinho junto ao público infantil e que ganharão uma feição ainda mais lúdica e expressiva com a participação do MPB4.

E ainda, no alinhavo das canções, a plateia poderá curtir histórias da MPB contadas com graça, humor e com uma dose de picardia…

 

Sobre Toquinho:

Antonio Pecci Filho nasceu em São Paulo, em julho de 1946. Gravou cerca de 80 discos, compôs mais de 450 músicas e fez mais de 8 mil shows pelo Brasil e exterior. “Construir acordes e harmonias, fazer música e poesia” é a profissão de Toquinho, que sabe harmonizar também a vida no compasso do prazer, no contraponto entre a paixão e a amizade, a família e os amigos. Dotado de uma natureza lúdica e leve, divertir-se foi sempre seu prato predileto em torno de mesas de bar, restaurante, sinuca. Teve o privilégio de ainda jovem conviver e trabalhar durante dez anos com Vinicius de Moraes, de fazer a trilha sonora da primeira novela de TV a cores (“O bem-amado”) e de fazer o primeiro CD-ROM e o primeiro DVD autorais no Brasil. Além da música, sua paixão é o futebol. Em 2011, Toquinho lançou “Quem viver, verá” (Biscoito Fino), depois de um recesso de oito anos sem gravar canções inéditas. Completou em 2015 cinquenta anos de carreira.

 

Sobre MPB4

Mais importante grupo vocal brasileiro contemporâneo, a partir da década de 1960 o MPB4 ganhou destaque com interpretações voltadas aos movimentos culturais e políticos, enfrentando com sua voz a censura e a repressão. Daí saíram marcos da nossa música. E o sucesso continuou com força. Os shows do grupo percorrem todo o Brasil há cinco décadas. No exterior, o MPB4 também é prestigiado em países como Portugal, Argentina, Uruguai, Cuba Itália e Estados Unidos. Suas apresentações sempre renderam prestígio e reconhecimento de público e crítica. O MPB4 é composto por Dalmo Medeiros (voz e percussão), Milton Santos Filho (voz e violão), Aquiles Rique Reis (voz e percussão) e Paulo Malaguti (voz, teclado e percussão).

Show: TOQUINHO & MPB4 –  50 ANOS DE MÚSICA

Data: 09 de março de 2018 (sexta-feira)

Local: Grande Teatro do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537 – Centro – BH)

Horário: 21h00 – Classificação: Livre

Informações: (31) 3236-7400

Valores: . Plateia I =    R$ 220,00 (inteira) e R$ 110,00 (meia-entrada)
. Plateia II =   R$ 190,00 (inteira) e R$ 95,00 (meia-entrada)
. Plateia Superior = R$ 190,00 (inteira) e R$ 95,00 (meia-entrada)
Vendas:  Na bilheteria do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537 – Centro) ou pelo site ingressorapido.com.br

Realização, foto e divulgação: Lana Art´s Produções

One thought on “Toquinho e MPB4 comemoram 50 anos de música no Palácio das Artes

  1. Tiene una impronta teológica que me emociona; debidamente mezclada con aires didácticos como quien expone una fábula para que los más jovencillos la entiendan. Mencionar al D e m i u r g o (El Tetragrámaton que tanto necesito en mis filosofías) nada menos que en una micromónada “Leibniziense no es cosa baladí y allende que es una composición importantísima y delicada, me habla sobre todo de sorprendente vida interior que debe tener J u a n A n t o n i o V á z q u e z. Luego, la vida es así, tal como los designios omniscientes: ¡Un Déjà Vu! Gracias por estas reflexiones a las que induces para comenzar Marzo con virtuosismo, el que tu posees con la humildad del que Sabe. coupon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *