Famosa marca mundial do “elefante rosa” invade biqueiras de choperia mineira

Agenda Cultural, Em Belo Horizonte , , , , , ,

Ela está em dez entre dez vitrines cervejeiras da Europa. Para muitos é a melhor cerveja já produzida no mundo. Para o restante está, com certeza, entre as melhores. A Deliriun Tremens é quase uma unanimidade no meio cervejeiro mundial. E quem está em Belo Horizonte já pode saborear a versão chope dessa breja icônica no Svärten Mugg Taverna, por tempo limitado.

 Fabricada pela cervejaria belga Huygue, a Deliriun é um exemplar do estilo golden strong ale, com teor alcoólico de 8,5%.  É uma cerveja loiro-claro, com leve turbidez e espuma branca bem persistente. O aroma tem um leve toque maltado, com presença de álcool e picante.

A cervejaria Huygue foi fundada em 1906  e fechada na Primeira Guerra Mundial por problemas políticos. O dono, Léon Huyghe, reabriu a empresa reabriu em  1938, mas ainda produzindo apenas cervejas do estilo pilsen, mais populares. Somente a partir de 1985 é que a cervejaria passou por uma reformulação e lançou novos rótulos, incluindo a Delirun Tremens, em 1988.

 O nome é uma expressão em latim usada para determinar o estado das pessoas durante uma crise de abstinência de álcool. Algumas pessoas, segundo relatos, chegavam a ter ilusões, como ver elefantes rosas por aí, o que explica o desenho do animal no rótulo. O ápice da cerveja veio em 1998, no  World Beer Champioship, realizado em Chicago (EUA), quando a Deliriuns  foi considerada pela primeira vez a melhor cerveja do mundo. De lá para cá, ela coleciona medalhas e premiações nos principais concursos do mundo. Há também outros estilos com a marca Deliriun Tremens, como dark strong ale, blond ale e red ale.

 Em BH, o Svärten Mugg é o único bar  especializado em comida escandinava/germânica em Minas Gerais, e um dos poucos do país, localizado na rua Santa Rita Durão, 1056, na Savassi.

Foto de divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *