Escritor Anelito de Oliveira lança em BH e em mais quatro cidades brasileiras sua primeira ficção

Agenda Cultural, Em Belo Horizonte , , ,

O aguardado “O Iludido” é, na visão do autor, um acontecimento criativo. O lançamento na capital mineira será no dia 24 de maio, das 19h às 22h, no Café do Centro Cultural no Minas Tênis Clube, no bairro de Lourdes. O livro é o primeiro pela Páginas Editora.

 Responsável pelo Suplemento Literário de Minas Gerais, entre 1999 e 2003, Anelito é editor, escritor e critico de literatura. Em 30 anos de dedicação à escrita, publicou diversos livros de poema. O último foi “Traços” (editora Patuá – 2017). Sua experiência de imersão para a produção de “O Iludido” se baseou em reflexões profundas sobre a condição humana. A coletânea de narrativas é mais que um objeto estético, segundo o autor, e que não se explica em função apenas do gênero literário.

 Os contos de “O Iludido” são extremamente atuais, tanto que no que se refere a sua estrutura quanto às temáticas. Dentre os assuntos, a questão do abuso sexual de crianças e adolescentes em contexto familiar é um dos exemplos da atualidade do texto. A ideia é que a produção seja algo que se prolongue e reverbere, por isso, afirma o autor, o processo de construção é refinado. “Todos os textos foram exaustivamente trabalhados, com certa obsessão de fazer algo durável, que não se esgotasse numa primeira leitura, que resistissem à passagem do tempo”, comenta Anelito.

 A intenção, assim como nos trabalhos anteriores do autor, é explorar momentos diversos vividos ou que de alguma forma vivemos e são marcadas por sofrimento físico ou moral. Antes, durante e depois dessa coletânea, Anelito dedicou-se a escrita de muitos textos de ficção curta, mas nunca publicou. Em “O Iludido” e em outras obras guardadas, o autor relata exercitar a “estética do sonho”. A narrativa foi o dispositivo para dar voz às questões pungentes sobre cotidiano e dele próprio. É uma tentativa de compreender as lutas diárias.

 Além disso, o intuito é mostrar também os sentidos da vida em palavras, linguagem que acredita ser tão difícil de executar. “Escrever é uma luta. Uma parte da luta pela vida. Tendo mesmo a pensar a escrita criativa como busca de compreensão dessa luta. Desvelar esse sentido é uma condição para dar sentido à vida”, relata o autor.

 CENA LITERÁRIA

 

“O Iludido” conta com quarta capa assinada por Luiz Ruffato, considerado um dos mais importantes escritores de ficção brasileiro. Jornalista por formação, começou a se dedicar à carreira de escritor nos anos 2000 e ganhou o prêmio Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e Prêmio Machado de Assis da Biblioteca Nacional com o romance “Eles eram muitos cavalos”.

 A orelha leva assinatura de importantes pesquisadores da literatura brasileira: os professores Lúcia de Souza, da Universidade de Quebec, Canadá, e Fernando Salomon Bezerra, da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG). Além deles, o editor do Suplemento Literário de Minas Gerais, João Barile, considerado um dos jornalistas literários mais respeitados do país, também assina a orelha.

 SOBRE O AUTOR: ANELITO DE OLIVEIRA

 

A estreia como autor foi com “Lama”, em 2000. Logo em seguida, publicou uma coletânea de poemas “Três Festas/A love song as Monk” , em 2004. Depois de quase dez anos, publicou mais três coletâneas de poemas “Transtorno”, “Mais que o fogo” e “A ocorrência”, todos produzidos entre 1993 e 2003. O ensaio “A aurora das dobras”, sobre a poesia de Afonso Ávila foi publicado em 2013. A última publicação, “Traços”, reúne poemas que investigam sobre a relação de poesia e filosofia. Com vasta experiência no universo da literatura, Anelito de Oliveira tem uma longa trajetória no meio editorial. Foi editor do Suplemento Literário de Minas Gerais durante cinco anos e lança agora seu  livro de ficção, “ O Iludido”, pela Páginas Editora.

Formou-se em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é Mestre em Literatura Brasileira, também pela UFMG, e Doutor pela Universidade de São Paulo (USP). Desde 2005, integra o corpo docente da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), como professor e pesquisador.

 

PROGRAMAÇÃO DOS LANÇAMENTOS

“O ILUDIDO”  de ANELITO DE OLIVEIRA

 

CURITIBA – 20 DE MAIO

Teatro Novelas Curitibanas, dentro do evento “Vox Urbe”

Oficina – Critica Literária com Anelito de Oliveira, 14h30 às 17h30

Lançamento no bate-papo junto com a escritora curitibana, Edra Moraes, a partir 18h

Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1222 – São Francisco

 

BELO HORIZONTE – 24 DE MAIO

Café do Centro Cultural do Minas Tênis Clube, 19h às 21h30

Rua da Bahia, 2244 – Lourdes

 

MONTES CLAROS – 25 DE MAIO

Secretaria Municipal de Cultura / Corredor Cultural Padre Dudu, 20h

Rua Celestino, 40 – Centro

 

UNAÍ – 29 DE MAIO

Biblioteca Pública Municipal Humberto de Alencar Castelo Branco, 18h

Rua João Pinheiro, 23 – Centro

 

BRASÍLIA – 30 DE MAIO

Edifício da Biblioteca Nacional,  18h

Setor Cultural Sul –  Lote 2

 

One thought on “Escritor Anelito de Oliveira lança em BH e em mais quatro cidades brasileiras sua primeira ficção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *