Carnaval de Ouro Preto começa bombando

Agenda Cultural, Em Ouro Preto , ,

Bloco Vermelho i Branco atrai milhares de foliões ao primeiro dia de Carnaval de Ouro Preto

As ruas do Rosário foram tomadas por uma legião de foliões animados e afoitos para dar início ao Carnaval em 2019. Em meio aos casarões antigos, o Vermelho i Branco reuniu em sua concentração aproximadamente 17 mil curiosos e adeptos à brincadeira que leva a cor da bandeira de um dos mais tradicionais blocos ouro-pretanos, segundo dados da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio.

“O bloco reuniu crianças, adultos, estudantes, ouro-pretanos, turistas… todos encantaram a nossa cidade, trouxeram cor e vida ao nosso Carnaval. As baterias das escolas de samba também fizeram uma festa linda no Largo do Cinema. O carnaval começou a todo vapor e tenho certeza que juntos faremos história nesse ano”, ressaltou o secretário de Turismo, Felipe Guerra.

O Vermelho i Branco surgiu em 1983 após a primeira conquista do Campeonato da Primeira Divisão de Futebol de Ouro Preto pelo Esporte Clube Rosário. Um dos torcedores mais fanáticos do clube, Jusberto Vaz Cardoso, alfaiate que confeccionava as bandeiras da torcida e comandava com sua liderança todas as manifestações dos torcedores, resolveu prolongar a festa e decidiu fundar no Carnaval de 1983 um Bloco para continuar as comemorações do título, levando o nome das cores do time: “Vermelho & Branco”. Ao confeccionar a bandeira do novo bloco, Seu Juba, como era conhecido, não conseguiu formar a letra & comercial, sendo alvo de críticas jocosas dos amigos e frequentadores de seu local de trabalho. Assim, ele decidiu fazer o & simplesmente com o formato mais fácil, ou seja, a letra i normal do alfabeto. Quando contestado, respondia apenas “o i é meu, eu faço ele do jeito que eu quiser”.

Outra curiosidade sobre o Vermelho i Branco aconteceu no Carnaval de 1987. A organização do bloco teve a ideia de criar a primeira camisa e explorar, de forma inédita até então, o patrocínio com propagandas nas costas. Os recursos obtidos foram maiores que as despesas e a comissão decidiu repassar o restante a entidades filantrópicas em forma de alimentos e roupas. Criou-se assim o comprometimento com a ajuda a entidades carentes e sem fins lucrativos, Igreja e pessoas mais necessitadas, mantida até hoje pelo bloco.

No ano de sua fundação, o Vermelho i Branco saía na quinta-feira, sábado e segunda-feira. Posteriormente, com a elevação dos custos, reduziu-se as saídas às quintas e segundas-feiras. Atualmente o Vermelho i Branco sai apenas na quinta-feira, dia de abertura do carnaval.

 

Foto: Concentração do Vermelho i Branco no Rosário. Aen Souz/PMOP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *