Belotur lança edital de patrocínio para Carnaval de BH

Agenda Cultural, Em Belo Horizonte , , , ,

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, publicou no Diário Oficial do Município (DOM), do último sábado (29/9), o edital de patrocínio do Carnaval de Belo Horizonte. Representantes das empresas interessadas em associar suas marcas e produtos a um dos maiores carnavais do país, gerando visibilidade e promoção de seus negócios durante todo o evento, já podem ter acesso ao documento, pessoalmente, no endereço da sede da Belotur (Rua da Bahia, 888 – 6º andar. Centro) ou pelo e-mail licitacoes.belotur@pbh.gov.br.

 Uma das novidades deste edital é o fato de que a empresa que vencer terá o direito de patrocinar o Carnaval de Belo Horizonte nos dois próximos anos, 2019 e 2020. O valor mínimo em espécie aceito para o patrocínio do carnaval referente a dois anos é de R$10,5 milhões, sendo R$ 4,5 milhões para o ano de 2019 e R$ 6 milhões a serem depositados em conta específica da Belotur e administrados por ela para atendimento das demais despesas exclusivas do Carnaval Belo Horizonte 2019 e 2020. O patrocinador ainda tem que cumprir com uma planilha de estrutura e serviços para o Carnaval, com um valor aproximado de R$ 6 milhões por ano. Ou seja, somando os valores em espécie e planilhas dos dois anos, este edital gira em torno de R$ 22,5 milhões.

 De acordo com Aluizer Malab, presidente da Belotur, a parceria a ser estabelecida pelo período bienal possibilita a intensificação e aprimoramento da realização do carnaval, além de facilitar a atração de investimentos. Outro fator importante é o incentivo ao dinamismo, ao fluxo de trabalho e ao enriquecimento do evento, com novas propostas e modelos de trabalho. “A continuidade dessa parceria por dois anos permite, ainda, que o patrocinador adquira expertise específica sobre o evento em si, potencializando sua entrega ao poder público e reafirmando com os objetivos e planejamento do projeto”, comenta Malab.

 Outra inovação do edital de patrocínio é o número de marcas que podem ser ativadas pelo vencedor, que subiu de três para quatro. Caso a empresa ganhadora queira incluir na contrapartida do patrocínio um número maior do que as quatro marcas – de forma direta ou como ‘agência de captação’ –  fica preestabelecida a quantia de R$ 500 mil a ser acrescida ao aporte financeiro programado para cada ano, por cada marca complementar.

Foto: Alexandre Gusanche

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *